Saúde da mulher: como os exercícios físicos contribuem

Os benefícios dos exercícios físicos na saúde da mulher

Já não é mais novidade que a inclusão de exercícios físicos na rotina agrega vários benefícios para a saúde, mas estudos internacionais mostram que eles contribuem na saúde da mulher, mais especificamente.

Dentre os benefícios, há resultados positivos na perda de peso, massa magra e óssea, fertilidade, gestação e pós-menopausa, e ainda na prevenção e no controle de muitas doenças.

Prevenção da osteoporose

Um artigo publicado no Jornal Internacional de Pesquisa Ambiental e Saúde Pública concluiu que os exercícios são uma forma acessível de manter a saúde óssea em mulheres, porque eles transmitem forças através do esqueleto e aumentam a renovação óssea no organismo.

Desta forma, a Fundação Nacional de Osteoporose dos EUA indica de duas a quatro sessões curtas por semana de exercícios de levantamento de peso, salto ou corrida para mulheres adultas prevenirem a doença.

No entanto, idosas devem fazer os exercícios de forma mais leve, por conta dos fatores de risco da idade. Além disso, exercícios que estimulam a mobilidade também são benéficos, pois reduzem o risco de fraturas.

Saúde da mulher na pós-menopausa

Segundo um artigo do Jornal da Reprodução Humana, os exercícios combinados, tais como treinamento resistido, exercício de impacto e aeróbicos dinâmicos, são eficazes na preservação da saúde de mulheres no período da pós-menopausa, contribuindo com a coluna lombar, colo femoral e quadril.

Prevenção do câncer de mama

Globalmente, o câncer de mama é uma das principais causas de morte em mulheres. Uma pesquisa do Fundo Mundial para Pesquisa em Câncer descobriu que os exercícios físicos de intensidade elevada previnem essa doença, enquanto o sedentarismo aumenta os riscos de desenvolvimento do câncer após a menopausa.

Gestação

A qualidade de vida das mulheres grávidas é um fator importantíssimo para o desenvolvimento da saúde pública de um país. 

No entanto, tendo em vista o impacto físico, psicológico e social da gravidez no corpo da mãe, não é surpresa que o bem-estar dessas mulheres diminui com a progressão da gestação.

Estudos já indicaram que o bom estado de saúde das mulheres grávidas gera benefícios na promoção do aleitamento materno e na qualidade do sono. Já a pobre qualidade de vida sugere depressão, estresse e complicações durante a gestação que podem colocar em risco a saúde materna e infantil.

Por esse motivo, uma pesquisa publicada no Jornal Europeu de Obstetrícia e Ginecologia e Biologia Reprodutiva revelou que os exercícios aeróbicos, o treinamento resistido (musculação) e ioga podem contribuir com o bem-estar das mulheres grávidas.

Exercício físico é saúde da mulher!

Por fim, os exercícios físicos são essenciais para contribuir com a saúde da mulher em diversos aspectos e em todas as fases da vida. 

Para isso, o acompanhamento de um personal trainer se faz necessário para manter um equilíbrio satisfatório de potência aeróbica, força e flexibilidade, sempre respeitando as limitações do corpo de cada uma.

Para mais informações, me siga no Instagram e no Facebook ou entre em contato comigo pelo WhatsApp para saber como posso te ajudar!  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *